top of page
  • Writer's pictureEABH Newspaper Club

De Dó à Dó

Mulher sofre de dó a dó

Como em uma melodia densa e opressiva

Dores de um hematoma feito por eles

Repetidos não’s para, por fim, ganhar trégua deles

Minutos no ônibus que jamais serão esquecidos

Mulher sofre de dó a dó

Em um mundo onde homens são a clave de sol ou o regente da orquestra

Farpas geradas por eles sem consentimento, no bar

Solicitar a conta e ser entregue a ele

Solapar- arrancar, tirar

Soltar

Solfejar

Lastimar a desigualdade profissional -- remuneração e reconhecimento -- perante eles

Mulher sofre de dó a dó

Em um continuo ciclo musical

Sim, culpar a saia curta ou o vestido justo, e não ele

Dona de casa e afazeres domésticos enquanto eles trabalham

Mulher sofre de dó a dó

Dormir, e acordar sabendo que isso dificilmente acabará

10 views0 comments
bottom of page