top of page
  • Celeste Bueno Mazoni

The Town 2023: O Maior Festival de Música de São Paulo

Desenvolvido pelos mesmos criadores do Rock in Rio, o The Town Festival é um festival repleto de música de diversos gêneros em uma ampla área no Autódromo de Interlagos, que fica em São Paulo e tem um total de seis palcos únicos e múltiplos brinquedos, incluindo montanhas russas, tirolesas, uma roda gigante, e muito mais. A “cidade da música” trouxe inúmeros artistas internacionais e nacionais para seus grandiosos palcos, mas após grande sucesso também foi presenteado com várias críticas inesperadas. Apesar de ter sido um festival de sucesso para muitos, The Town também trouxe muitas desvantagens e obstáculos para o público, que expressaram suas opiniões posteriormente na internet.


O The Town teve sua estreia nos dias 2, 3, 7, 9 e 10 de Setembro; todas essas datas estavam carregadas de artistas nacionais e internacionais de grande sucesso. Para que o festival fosse organizado, a equipe proporcionou seis palcos para os artistas poderem performar. Primeiramente, o palco Skyline – o palco principal do evento que recebe os artistas principais do dia. O Skyline teve os prédios de São Paulo como sua inspiração, e durante as performances foi possível ver diversos fogos de artifícios e show de luzes. Este palco grandioso recebeu grandes artistas como Bruno Mars, Post Malone, Demi Lovato, Bebe Rexha, Alok, Maroon 5, Foo Fighters e muitos outros!




O The Town tem um total de seis grandes palcos. Além do Skyline, também foram montados The One, Factory, São Paulo Square, New Dance Order, e Highway. O palco The One foi essencial para o sucesso do evento, pois recebeu diversos artistas internacionais e nacionais que trouxeram um ritmo acelerado e intenso para o público pular e celebrar. Matûe, Seu Jorge, Leon Bridges, Ney Matogrosso, Ne-yo e muitos outros artistas talentosos performaram nesse palco..




Em seguida o Factory, inspirado nas áreas industriais e nas artes urbanas da cidade, ele conteve hip-hop, funk e até algumas street dances no meio do público para que a experiência fosse mais interativa. Fãs desse estilo de música foram o público alvo deste palco. Algumas performances que atraíram o público foram as de Kayblack, Veigh, Teto e muitos outros. Além do Factory, o The Town também proporcionou alguns palcos secundários como o New Dance Order, que trouxe DJ 's nacionais para trazer grande energia pro evento, e o São Paulo Square, que se inspirou nas praças de São Paulo, ofereceu espaço para o jazz. Por último o Highway, que trouxe músicas nostálgicas para que o público possa imergir na história do Rock in Rio.





Além dos diversos palcos, o festival fez questão de trazer diferentes atrações para o público se divertir no evento. Espalhadas ao redor do evento, as atrações proporcionadas por patrocinadores agradaram as pessoas que gostam de adrenalina! Estas atrações incluem a montanha russa do Porto Seguro, a roda gigante da Itáu, o mega drop da Vivo, o karaokê do Tiktok e Porto Seguro e a tirolesa da Heineken. A atração mais popular foi a tirolesa, que está posicionada ao lado do Skyline para que a pessoa possa ter uma vista imersiva do festival e do show que estará acontecendo a sua frente.






Os patrocinadores também fizeram questão de contribuir ainda mais para o evento espalhando diversos stands em volta do festival. Alguns dos estandes presentes no The Town foram:

  • Chocolatory, o estande da Kit-kat, recheado de atividades como descer um escorregador que imita um kitkat, ganhar brindes e tirar fotos nas áreas instagramáveis.

  • Distrito Sephora, o estande da Sephora, contendo brindes e serviços de maquiagem.

  • O estande do Tiktok, contendo atividades interativas como uma piscina de pelúcia e lugares para tirar fotos.

  • O estande da Riachuelo,composto por uma uma casa de balões metálicos, uma pequena loja e um meet and greet com uma estrela.

  • O estande da Club Social, traz uma cama elástica repleta de brindes, danças e também contém uma brincadeira de máquina de garra com os snacks da marca.

  • O estande da Volkswagen trouxe um display de seus carros e um karaokê, além de algumas brincadeiras e brindes

  • O estande da Heineken trouxe uma experiência imersiva: bares brilhantes com luzes neon.

  • O estande da Trident trouxe brindes como shoulder bags e chicletes de diversos sabores.




O festival é composto por mais de 235 horas de música todos os dias , o que não dispensa a necessidade do público de se alimentar e descansar. Por esse motivo, o The Town fez questão de trazer uma variedade de opções para as pessoas. O festival é conhecido por ter São Paulo como sua inspiração, não só nos palcos mas também na comida. O Market Square tem como inspiração os bairros de São Paulo e possui opções gastronômicas para todos os gostos. Muitos patrocinadores também contribuíram para o festival, principalmente nos restaurantes e áreas de alimentação. Alguns lugares patrocinados para reabastecer são o La Guapa, Dickey 's Barbecue Pit (da Seara), o clássico McDonald' s, e muito mais.


Apesar de todo seu sucesso, o The Town recebeu milhares de críticas que acabaram prejudicando sua imagem. Uma das críticas principais foi a organização e o deslocamento entre os palcos. A distância entre os palcos é extremamente grande e assim o público pode demorar para assistir as atrações desejadas, especialmente as pessoas que ficaram nas grades, e com a quantidade de pessoas que estavam apertadas a deslocação é ainda pior. Muitos reclamaram que as filas nos stands de marcas também contribuíram para a circulação do público na área, pois a fila acabava mesclando com a multidão e, junto com a chuva pesada que caiu durante os shows, trouxe um caos maior do que esperado. Outra nítida e plausível reclamação do público foi sobre a estrutura do palco Skyline, que proporcionou telas extremamente pequenas comparadas ao tamanho do palco, e isso fez com que muitos no fundo não pudessem ver o show claramente. Um dos maiores problemas do The Town também foi o horário da organização das apresentações, onde muitos artistas performaram para uma plateia vazia, principalmente no The One com Leon Bridges, pois a maioria do público preferia esperar pela atração principal no Skyline e assegurar seus assentos. Muitos fizeram questão que o festival trocasse os horários dos artistas que iriam performar nos dias seguintes, mas a equipe disse que pessoalmente acharam que fizeram um bom trabalho em suas estruturas, porém ainda precisam aprimorar seu terreno e organização para que durante o próximo festival o público tenha conforto e muita diversão, sem preocupações, durante o evento.



O The Town Festival, a cidade da música, foi um grande sucesso pois ele proporcionou palcos que recebeu artistas internacionais e nacionais extremamente talentosos que trouxeram uma energia extremamente boa! Ao longo das apresentações, o festival também forneceu algumas atividades com uma experiência imersiva para que o público pudesse aproveitar o dia. O evento teve alguns acontecimentos inconvenientes que causaram muitas críticas pela internet, entretanto o festival passou pelos obstáculos e conseguiu seguir em frente e ter uma semana de sucesso!





25 views0 comments

Comments


bottom of page